domingo, 27 de dezembro de 2009

Hei-de ter! (Folhas Brancas)

Folhas Brancas
Hei-de ter uma árvore de folhas brancas
De que os frutos não sejam pergaminhos ocultos, secretos
Com espáduas de afectos e carícias cobertos
Pés enxutos, calçados a flores vermelhas de odores macios
Ramos rasgando o nevoeiro, interrompendo silêncios
Sorvendo vendaval de Liberdade, sem lábios famintos

Hei-de ter uma árvore de folhas brancas
Crescendo para além da bruma dos deuses
Avistada no tudo da lonjura, na distância da noite
Correndo-me pelas veias, do meu coração fazendo bandeira
Cantora de praças de gente, de fraternidades sem esquinas vazias
Da tolerância amante, ganhadora de destinos sonhados

Hei-de ter uma árvore de folhas brancas
A cidade que chore e interrogue e grite e revolte e destrua solidões
Sem silêncios comovidos nem horizontes de pontos vagos
Sem gente sempre a tremer sempre a fugir por chão inseguro estéril
De rios raiados pelo Sol, prateados pela Lua, coloridos por estrelas
Desaguando no cais da vida extinguindo labaredas inflamadas

Hei-de ter uma árvore de folhas brancas
Crescendo nas anharas do Universo
Embalando no ventre o conteúdo da vida
Guerreira heroína no combate ao Carnaval dos homens
Esgrimista de palavras vivas não tristes, não doridas
Não chorosa de lágrimas mortas, inúteis, secas

Hei-de ter uma árvore de folhas brancas
Da noite escura faiscando amanheceres de luz feitos
Raízes desventrando a terra procurando rastos desfeitos
Emprenhando o húmus de verdades e girassóis
Fada sem malícia, saída do lodo do pântano, dando-me um livro
Lendo-me um poema de amores-perfeitos

Hei-de ter uma árvore de folhas brancas
Que os canhões do ódio e da mentira não tombem
De sementes sãs, delas outras nascendo num pomar sem fim
Estrangulando chamas vis em crepúsculos ensanguentados
Emudecendo tanques, e outras armas, dando voz à razão
E cante um hino Universal com palavras outras

Hei-de um dia ter uma árvore de folhas brancas
Que me acorde num despertar humano não se perca não me deixe
Que se levante num jardim sem mastins escondidos
Sombreando cascatas onde as águas não caiam desiguais
Abrindo janelas para quintais da existência liberta de punhais
E me vista um manto de folhas verdes

(Escrito horas antes de novo internamento hospitalar, de que espero regressar dentro de uma semana)

27 comentários:

maria teresa disse...

Cá fico esperando por si, amigo sem rosto, mas com uma sensibilidade muito rara de encontrar.
Até para a semana...
Abracinho

Teresa disse...

Carlos
A sua árvore de folhas brancas já existe, o Carlos coloca-lhe é que lhe pendura palavras de todas as cores.
Espero que tudo corra muito bem e que volte depressa para o seu jardim de palavras.
Bjs

Fernanda disse...

Querido amigo Carlos,

Amei o poema.
tenho a certeza que terá uma árvore de folhas brancas. Tal e qual como tanto sonha e deseja.

Meu amigo...fiquei triste por saber que voltou ao hospital. Estarei consigo no pensamento e no coração à espera do seu regresso.

Abraço enorme.

Sereia disse...

Olá meu querido, vim te agradecer a visita...
Que a gente nesse Ano Novo ganhe uma árvore cheinha de bons frutos daqueles q duram por uma eternidade né meu grande amigo.
Um beijo grande.

Filoxera disse...

E nós havemos de ter a sua companhia de volta a este espaço brevemente, em melhores condições de saúde.
Para nos brindar com mais poemas como este, belíssimos.
Beijinhos.

Rosa Carioca disse...

Mais uma vez, desejo sinceramente que corra tudo pelo melhor e que volte rápido e bem. Vou ficar torcendo. Um grande abraço no seu coração.

Agulheta disse...

Amigo Carlos. Venho de fugida,mas com amizade,e desejando boa recuperação,o texto lindíssimo.não estou com muito tempo,tenho um filho doente e hospitalizade, e uma grande preocupação em mim e toda a família.
Beijinho desta amiga.
Lisa

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Faço votos para que tudo corra pelo melhor. Em Janeiro, cá nos encontraremos de novo.

Maria João disse...

Carlos

Que seja então, que cresça essa árvore de folhas brancas e que seja sua porque tem um coração capaz de a partilhar connosco.

Um beijinho e mais uma vez, que tudo corra bem e que tenha uma rápida recuperação.

FOTOS-SUSY disse...

OLA CARLOS, BELISSIMO POEMA...VAI CORRER TUDO BEM GRACAS A DEUS...ATE A SUA VOLTA!!!
BEIJOS COM AMIZADE,


SUSY

lusibero disse...

CARLOS : vi ,no blog da graça pereira, que já voltaste de uma ... QUe a outra corra pelo melhor , que o novo ano te traga saúde e amor!
BJS de lusibero

carmen disse...

carlos querido,
vou vê-lo recuperado já, com certeza.
Tuas palavras sempre me enternecem, vem cheias de carinho, num altura em que preciso muito de ombro amigo.
Beijo, 2010 nos aguarda, mas a esperança vem junto, como sempre.
Carmen

Carlos Albuquerque disse...

Agradeço, amigos, a vossa presença que muito me reconforta. Escrevo estas linhas já no quarto do hospital para onde, deste vez, veio também o portátil com a sua ligação kanguru à Internet.Não sei quanto tempo cá ficarei,será o necessário para que a hemorragia na zona femural pare e a reconstrução da anca possa iniciar-se, talvez uma semana.
Trouxe, também, Fernando Pessoa, Eça de Queiroz e Luandino Vieira. Somos amigos, companheiros de muitas andanças, damo-nos bem. As vossas presenças e as daqueles três senhores são bálsamo precioso.
Obrigado, façam o favor de entrar.As visitas são de horário livre.

TERESA SANTOS disse...

Ai é?!
Então aqui estou, querido Mwata, a fazer-te uma visita, companhia, a dizer-te que vai tudo correr bem e que estamos todos contigo.
Mas, será necessário dizer-te tudo isto???
E levas-te três companheiros de luxo, nem mais! Com esses três, o tempo não passa, voa.
Abraço, Amigo, e rápidas melhoras.
P.S. Não estou "nada" preocupada contigo. Desde quando, é que um Mwata que se preze, tem o desplante de não se curar rapidamente? Desde quando?...

TERESA SANTOS disse...

Cá estou para a visita da noite. desta vez é só para te convidar a visitares a "minha casinha bloguenta"...
Abraço, Amigo.

Austeriana disse...

Carlos,
faço votos para que corra tudo muito bem. Um grande abraço!

PS. Há um desafio à sua espera no «Bicho-carpinteiro»... Sem pressas... :))) Logo que esteja bem!

Antonio saramago disse...

QUE TUDO CORRA BEM e que rápidamente aqui esteja no seu sempre tão brilhante terstemunho..

BOM ANO E MUITA SORTE..

Mário Margaride disse...

Amigo Carlos

Que este Novo Ano de 2010, te traga as maiores felicidades, com muita paz, amor e muita saúde.

Obrigado, pela tua amizade.

Abraço fraterno!

Mário

Carlos Albuquerque disse...

Olá amigos,querem ouvir esta?
Saiu há pouco daqui o cirurgião. Vei dizer-me que está tudo a correr bem e amanhã tenho alta. Amanhã, ouviram, amanhã!!!
Antes disso verá o internista para prescrever a medicação e dar a últimas indicações. Depois, lá para meados de Fevereiro novo e derradeiro internamento para me colocarem a tal prótese novinha, daquelas que fazem dos 0 aos 100 em 6 segundos! Mais um acelera vos vai aparecer por aí. Desviem-se!
Ah, e o meu Mwata, cada vez vou lhe ver chimbicar bué depressa.
Agora vou dar um salto ao casulo do Bicho-carpinteiro e à casa da Teresa Santos.
Caté manhã, queridos amigos

Sereia disse...

"Que as realizações alcançadas este ano, sejam apenas sementes plantadas, que serão colhidas com maior sucesso no ano vindouro."

Antonio saramago disse...

Ainda bem que já vai para casa e assim poder passar o ano junto da familia e no aconchego do lar.
Desejo-lhe rápido restabelecimento, que tudo corra pelo melhor.
Num abraço amigo tenha uma excelente entrada em 2010...

Fernanda disse...

Querido amigo Carlos,

Que notícias maravilhosas! Fico felicíssima por si.
Votos de recuperação rápida!

Trago-lhe a minha mensagem para 2010, esperando que a nossa amizade de reforce e venhamos a ser mesmo bons amigos, do peito.


Que o ano que se finda seja visto como um aprendizado, porque na senda da vida, cada um de nós é um eterno aprendiz, aprendendo com as vicissitudes diárias que servem para descobrirmos os motivos de nossa actual existência.

Beijinhos,

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Lindo poema,xará. Você terá sim sua árvore especial. Vim deixar meu abraço e votos de FELIZ ANO NOVO.

maria teresa disse...

Mas que boas novas! É um bom sinal, um prenúncio de um EXCELENTE ANO que deve estar a chegar.
Abracinho amigo corajoso

José disse...

Carlos,

Que este ano dois mil e dez
que está quase a chegar
lhe traga agora desta vez
tudo o que mais desejar

Que traga acima de tudo
amor paz e saúde
em cada dia que passar
e já agora vendo bem
que ele traga também
algum dinheiro para gastar

Um abraço,
José

rosa dourada/ondina azul disse...

Belo Poema !

Boa recuperação desejo!!!

Feliz Ano Novo:)

Beijinho,

Kimbanda disse...

A começar, dizer que folgo em saber das suas melhoras e que tudo se encaminha para regressar à sua cubata com a alegria de estar junto aos seus.
De seguida agradecer ter-me encontrado, pois com as artes de Kimbanda, não é fácil para qualquer um que não tenha percorrido os carreiros de uma terra em que os os nossos olhos não chegam para alcançar aqueles horizontes, tão somente o nosso coração que em parte lá ficou, em parte trouxe um pouco de lá, pode compreender sem saudosismos à toa, o que é bom "estar" com os nossos cambas.
Quero agradecer-lhe mais ainda a oportunidade que a partir daí me deu, de ter contacto com a sua poesia e este recanto onde antes deste comentário mergulhei fundo.
Kandandos e votos de um bom ano para si e para todos os seus "cambas"