sexta-feira, 8 de abril de 2011

Eles cazuzam...

Picada de marimbondo

Junto da mandioqueira

perto do muro de adobe

vi surgir um marimbondo

Vinha zunindo

cazuza!

Vinha zunindo

cazuza!

Era uma tarde em Janeiro

tinha flores nas acácias

tinha abelhas nos jardins

e vento nas casuarinas,

quando vi o marimbondo

vinha voando e zunindo

vinha zunindo e voando!

Cazuza!

Marimbondo

mordeu tua filha no olho!

Cazuza!

Marimbondo

foi branco que inventou...

(Ernesto Lara Filho - poeta e cronista angolano - Benguela 1932, Huambo 1977)

Bom fim-de-semana

7 comentários:

Malu disse...

Passando para deixar-te um grande abraço e um fim-de-semana sem a presença de marimbondos, que foi branco quem inventou... rs rs rs

Filoxera disse...

Gostei deste post.
Beijinhos.

Rogério Pereira disse...

Boa recordação, a penalizar-me por ter deixado adormecer o meu livro. Os dias estão pesados. Foi bom ter vindo aqui...
Quase conheci o poeta, em 1971, no Huambo, então Nova Lisboa.

Marilu disse...

Querido amigo, tenha um lindo final de semana, fique longe dos marimbondos, a picada deles dói muito rs. Beijocas

TERESA SANTOS disse...

As minhas lições andam muito desactualizadas!
O que significa "cazuza"?
Beijinho meu Mwata, e bom fim-de-semana.

Fê-blue bird disse...

Mais outro poeta que desconhecia completamente, só tenho pena de desconhecer algumas palavras.

Bjos

Janita disse...

Olá Carlos!
Um pouco fora do tempo, venho ler este poema de lugares que não conheci, mas estou a aprender a amar.
Marimbondo se foi branco que inventou, pois que sofra o branco as consequências da picada...
Conhecia o autor de nome, talvez por o ter lido algures, mas não conhecia o poema.
Gostei muito.
Deixo-lhe um abraço com o meu apreço.
Janita