terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Carta ao Pai Natal

Pelos vistos falta-me o jeito para te escrever.

No ano passado, mais ou menos por esta altura, enviei-te uma carta. Sei que foi recebida porque a mandei registada e com aviso de recepção. Desconheço é se te foi parar às mãos. Para o caso de não a teres lido digo-te, agora, que nela te pedia como presente um País sem gentes fingidas.
Olha o que aconteceu:
Em Junho passado um rapaz com ar de obstipado permanente apresentou-se às eleições, fingindo ser o que não é. Elegeram-no, eu não! É agora pm, assim, em caixa baixa.
Chegado ao galho mais alto porta-se como elefante em loja de cristal. Faz disparate atrás de disparate. Entrevistas dá ele, a torto e a direito, a uma comunicação social acrítica, domada, solícita e veneradora. O que diz ele?
O país está mal? Ainda vai piorar. A crise? Ainda vai aumentar. Tempos difíceis? Esperem pelo próximo ano. Austeridade? Não há que saber, cura-se com mais austeridade. Os jovens sem trabalho? Esses que vão lá para fora, chatear outros, que aqui não há bucha para eles, e o governo tem mais que fazer.
E muitos, muitos mais disparates, o último dos quais sobre os milhares de professores desempregados. Milhares de professores desempregados!? Emigrem, emigrem, vão para Angola ou para o Brasil, lá precisam de mão-de-obra qualificada.
E mais te poderia dizer, Pai Natal. Deixa-me só acrescentar:
Há quem não a veja, mas sobre o meu país cai, permanente, uma chuva sabendo a dor. A neblina é densa, cinzenta, fria. A luz não passa por ela. Não nos deixa extrair a beleza da vida. Até os sonhos já nascem mortos.
Achas, Pai Natal, que isto tem algum jeito?

10 comentários:

São disse...

Não creio que o Pai natal ache que isto tenha algum jeito. Aliás, as únicas criaturas que acreditam ser este o caminho da salvação são as que nos esmifram !!

Para si e para os seus deixo, no meu abraço amigo, votos de melhor 2012, amor e paz no Natal e alegres Festas.

Rogério Pereira disse...

RESPOSTA DO PAI DE NATAL

Meu Caro, já não és criança nenhuma e se acreditas em mim isso muito me espanta, mas te respondo: sabes que tenho prioridades? primeiro são dirigidas a esses senhores de que tanto te queixas. Não é por qualquer especial razão... têm bons telhados, chaminés de excelente embocadura, lareiras de boa tiragem por onde escorrego sem risco de sujar a roupagem e com pontos de atracadouro para renas de cilindrada elevada. Mas como tens expectativas vou delegar num outro Pai de Natal, o que anda no supermercado a ver o que pode fazer pelo teu país... Para responder directamente à pergunta final, tens razão: Isto não tem jeito nenhum, mas como podes bem entender até um Pai de Natal tem de tratar da vidinha...

Utena disse...

Infelizmente o Pai Natal anda senil meu amigo...

Votos de um ano de 2012 o mais feliz possível

Catsone disse...

Estava a pensar que irias pedir ao pai natal uma viagem só de ida ao Passos. Desculpa-me por te tomar por óbvio ;)
Este país não tem ponta por onde se lhe pegue, bem, talvez exceptuando os programas das festas da RTP1 onde o importante é comer tudo o que apareça à frente e depois dançar ao som da música pimba da moda...

Rosa Carioca disse...

Se calhar ... o nosso Pai Natal também emigrou!!!

Fê-blue bird disse...

Meu querido amigo, quando os sonhos já nascem mortos é sinal que está tudo muito mal!
Mas eu ainda sonho e amigo Carlos também pois ainda acredita no Pai Natal, o Pai Natal é que já não acredita em nós!
Apesar de tudo , desejo-lhe um Santo e FELIZ NATAL junto daqueles que ama.

beijinho grande

Janita disse...

Caro Carlos.
Infelizmente, creio que o Pai Natal não tem na mão qualquer solução que nos livre da grande embrulhada em que nos meteram!

É melhor pedir-lhe que nos conserve a Saúde o Amor e a Alegria.
É tudo isso que lhe desejo Carlos!

FELIZ NATAL E BOM NOVO ANO.
Prosperidade, sabemos que não vai haver, mas o essencial é que nos mantenhamos de pé e de cabeça erguida.

Gostaria que o Carlos acedesse a este link, sei que gostará de ver.

Um abraço Amigo.
Janita

http://www.youtube.com/watch_popup?v=hN8CKwdosjE

acácia rubra disse...

Carlos

Tenho andado a pensar... e quando uma acácia pensa, mal vai a coisa.

Pois, tenho pensado que esta modernice do Pai Natal é que estragou tudo. Repara, ele vem sempre bem vestido, quente e de vermelho; o Menino nasceu nuinho e, pudicamente, lá lhe puseram uma fraldinha branca. O Pai Natal vem sempre num trenó de alta cilindrada, enquanto o Menino foi de burro antes de nascer e só depois se lhe juntou a vaca. Ora sabemos que, embora resistentes, estes animais andam vagarosos mas lá chegam e, ao contrário dos cavalos, não precisam de palas. Também o Pai Natal necessita sempre de uma chaminé para nos entrar em casa; já o Menino entra pela fresta dos nossos corações e aquece-os.

Cá para mim, o Pai Natal é um agente infiltrado, mandado pelo parlamento para nos mostrar o cartão vermelho, antecipando-se assim aos Herodes...

Vou ficar por aqui. Como te dizia no inicio, acácia a pensar, mal vai a coisa.

Beijo

TERESA SANTOS disse...

Meu Mwata,

Não queria ser Pai Natal!
Porquê?

Que respostas te podia dar, que respostas?!

"Os sonhos já nascem mortos"?
Os sonhos não nascem, já não nascem!

Abraço, meu Mwata.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Amei essa do "com cara de obstipado"!
Abraço