sábado, 24 de dezembro de 2011

Consoada

Sei, como Pessoa, que “não basta abrir a janela para ver os campos e o rio”, e que “não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores”. Eu sei. Mas, apesar de tal saber, gostava hoje de sair, caminhando pelo mundo fora, à procura dos que não têm consoada. E, a cada um que encontrasse dizer-lhe: Anda, vem comigo.

Vou Levar-Te Comigo

Menina bonita
Com tranças de trigo
Sorrindo à janela
Vem cantar comigo

Os homens fizeram
Um acordo final
Acabar com a fome
Acabar com a guerra, viver em amor

Vou levar-te comigo
Vou levar-te comigo
Vou levar-te comigo meu irmão
Vou levar-te comigo

Olá companheiro
Do fato rasgado
Não estendas a mão
Foge do passado
Que os homens fizeram
Um acordo final
Acabar com a miséria
Acabar com a guerra, viver em amor

Olá avozinha
Poetas, pastores
Estudantes, ministros
Rameiras, doutores
Os homens fizeram
Um acordo final
Acabar com a fome
Acabar com a guerra, viver em amor
(Duo Ouro Negro)
 (Quando éramos putos, um deles e eu fomos vizinhos. Casa ao lado uma da outra, na Vila Alice da minha velha e querida Luanda)

9 comentários:

acácia rubra disse...

Posso ir contigo?

Deixas, não deixas?

Beijo

folha seca disse...

Caro Carlos Albuquerque
Tenho procurado em vão um filme protagonizado por aquele grande homem que foi Raul Solnado, passou há largos anos na televisão, mas que nunca mais esqueci.
Fazia o papel de um homem rico, que no meio da abundância da consoada,saiu e foi ter com os "sem abrigo". adorava rever esse filme.
A canção dos duo Ouro Negro enquadra-se perfeitaamente nesta quadra.
Abraço e continuação de umas boas festas.

Maria disse...

Não é a consoada que é importante. É a falta de amor! É a ausência de Solidariedade! e fico-me por aqui...
Um natal sereno para ti e família.

Beijo.

Marilu disse...

Querido amigo,
Ter asas é viver intensamente as coisas simples e belas do dia a dia.
Ter asas é ficar em silêncio e ouvir dentro da gente, o Deus que habita cada coração.
É isso que lhe desejo para o Ano Novo que está chegando...
Que você tenha asas como as águias.
Que a lua e as estrelas emprestem um pouco do seu brilho, para iluminar o Novo Ano,
e que Deus nos dê "Asas de Águia" para voarmos bem alto na construção de um mundo melhor.
Tenha um Feliz e abençoado Ano Novo ao lado daqueles que você mais ama. Beijocas.
Marilú

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Tenho o prazer de poder, neste dia, distribuir comida pelos sem abrigo, caro Carlos.
Quando regresso a casa, descubro uma centena de razões para sentir alguma vergonha pelos lamentos que diariamente teço lá pelo CR.
Abraço

acácia rubra disse...

Carlos

Foste a 12ª flor, uma das que mais prezo, pelo teu humanismo, solidariedade, presença constante, palavras certas e serenidade.

Nem sabes o quanto isso te sido importante para mim.

Hoje, a propósito de uma frase que me deixaste como comentário, deixei-te um textinho. Se puderes passa lá e perdoa-me, mas como digo lá, ficou-me a bailar no pensamento.

Beijo

TERESA SANTOS disse...

Sem-abrigo?!

Tantos, mas tantos são. Cada vez mais e mais.

E quem de direito?

Cada vez menos, cada vez menos.

Beijinho grande, meu Mwata.

Rosa Carioca disse...

Que pena! Muitos homens ainda não tiveram conhecimento do acordo final...
Quem sabe... um dia...

Evanir disse...

Ao término deste ano, onde os sentimentos de fé e esperança renovam-se,
rogamos a Deus que abençoe todos nos, que ilumine nosso caminho,
afastando de todos nós o pensamento de desesperança e de descrédito em nosso semelhante.
Tenhamos força e tranqüilidade para enfrentarmos as tormentas
que hão de vir e que os sentimentos de coragem,
superação e justiça possam estar presentes em nossos novos dias de 2012.
Que nossa amizade seja cada dia mais profunda e de entendimento e carinho.
Um Feliz Ano Novo Para Você.
Para todos nos.
Beijos no coração.
Evanir