sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Datas de triste memória

Evoco duas datas de triste memória.
11 De Setembro de 1973

Golpe de Estado no Chile. Derrubado o presidente Salvador Allende, democraticamente eleito. No seu gabinete de trabalho, de que recusou fugir, antes preferindo dirigir-se ao seu povo e à Humanidade, Allende foi assassinado a sangue frio. As hordas nazis de Pinochet, o general que comandou o golpe, perseguiram, prenderam, torturaram e mataram milhares e milhares de chilenos. Um deles, o intelectual, professor e cantor Victor Jara. O mundo livre chorou e cobriu-se de luto, mas uma parte dele não!
Os golpes de estado, alguns sangrentos, continuam a acontecer. E ficamos perplexos, ou talvez não, quando se dá noticia de quem os cobre!
11 De Setembro de 2001

Ataque dos terroristas fundamentalistas islâmicos da Al Qaeda aos Estados Unidos – ao World Trade Center, em Nova Iorque, ao Pentágono, em Arlington e a um voo comercial no estado da Pensilvânia. Milhares de mortos! O mundo livre, sem excepção, chorou e vestiu luto. O terrorismo dos fundamentalistas islâmicos continua activo um pouco por toda a parte.
A História continua a ser escrita com sangue!
Quando se levantará o mundo para gritar BASTA!?
Quando cantará o mundo a liberdade, o amor e a fraternidade?

6 comentários:

tulipa disse...

Olá Carlos

Estou "rendida" ao texto que deixou como explicação sobre o desafio que coloquei no meu blog com um enigma.
Nunca pensei que levasse tanto a sério um desafio e fiquei radiante por saber alguém interessado em descobrir e que não baixa os braços perante uma situação destas.
Adorei. Continue sempre assim.

Concordo consigo sobre estas 2 tristes datas, mas...neste momento estou numa fase em que só quero pensar em coisas boas; na minha vida já chega de tristezas.

Muitos Parabéns pelo prémio que recebeu e tão respeitosamente o passou a outros que o merecem, assim como o Carlos.
Abraços.

tulipa disse...

Estive 5 dias isolada do mundo, num encontro espiritual comigo mesma, num monte alentejano e, por isso tenho que muito rapidamente divulgar a minha próxima exposição de fotografia.

Desta vez será no “Norte” a pedido de várias pessoas, em Fevereiro passado, quando foi a minha 1ª exposição individual aqui próximo de Lisboa, na margem sul.

Como gosto de desafios, houve “alguém” que me desafiou e disse que colaborava, nem pensei 2 vezes e decidi tratar do assunto em Abril passado.

Chegou Setembro e será a minha rentrée cultural.
Fica o convite para quem vive perto e noutros casos, em que a distância impossibilita a presença de tantos bloggers, fica a participação do evento.

Venho reforçar que teria todo o gosto em que estivesse presente na minha rentrée.
Será muito próximo do Porto, em S. Mamede de Infesta.
Vou fazer hoje mesmo a divulgação no meu blog.
Beijos e abraços

Agulheta disse...

Ámigo Carlos. Já coloquei o presente como disse obrigado, quanto a s estes factos e datas,elas devem ser importantes para lembrar que nada é por acaso,os povos se devem unir contra as mentes preversas de quem governa. O primeiro uma ditadura sem limites,que condeno de alma e coração e nós por cá, ainda sofremos os tais 48 anos da mesma. Quanto à segunda fiz referência no eu blog,os fundamentalistas fazem disto a inocentes.
Beijinho e bfs Lisa

Dulce disse...

Carlos

Dois momentos muito tristes para a história da humanidade que esperamos possam, pelo menos, servir como motivação para a concientização dos homens com relação a seus semelhantes, e assim impedir que novas loucuras sejam cometidas em nome da "verdade"
Um abraço

Anónimo disse...

O golpe no Chile, foi um acto que não mais se deveria repetir em qualquer país.
Quanto ao acto das Torres Gémeas e não só; pergunto:
Quantos vidas tiveram que ser ceifadas para justificar a invasão do Iraque e a corrida ao seu petróleo?
Que outra data teremos que relembrar e qual a justificação que irão dar para saltarem da Colombia sobre a Venezuela?
Actos de puro terrorismo deveriam ser banidos da humanidade.

Sofá Amarelo disse...

Também o dia da morte de Agostinho Neto e o dia de aniversário do meu melhor amigo... uma data pesada, com muito simbolismo... a não esquecer!

Um forte abraço!!!