sábado, 14 de janeiro de 2012

É vosso

O que ali está é um “boneco” mal amanhado. Eu sei! Mas, arte me faltou para melhor fazer. Elaborei-o com toda a perícia de que fui capaz. Pouca ela foi, como se vê. Fi-lo, ainda assim, para o oferecer a amigas e amigos, companheiros e visitantes da minha cubata. Já muitos são e não conheço nenhum pessoalmente. São amizades que foram despontando e crescendo, tornando-se fortes, nas anharas da blogosfera. Espero que não levem a mal esta minha oferta, que a não entendam como um gesto de presunção. Envolvo-a numa seda de simpatia e deste modo vo-la faço chegar. Como a todos não posso ir, de uma só vez, o “boneco” a que com a vossa condescendência chamarei selo é hoje oferecido aos blogues indicados abaixo. Mais tarde fá-lo-ei a outros. Espero que aceitem.

Maria João (http://mariaescrevinha.blogspot.com/)
Sofia (http://escritoaquente.blogspot.com/)
Laura Abrantes (http://rubraacacia.blogspot.com/)
Teresa Santos (http://teresaeascronicas.blogspot.com/)
Ana Paula (http://pensasentimentos.blogspot.com/)
Fê (http://sotepeco5minutos.blogspot.com/)
São (http://mariaconceicaobanza.blogspot.com/)
Rogério Pereira (http://conversavinagrada.blogspot.com/)
Carlos Barbosa de Oliveira (http://cronicasdorochedo.blogspot.com/)
Rodrigo (http://rmanuelh.blogspot.com/)
Catsone (http://mundocatso.blogspot.com/)

Um abraço a todos e bom Domingo

17 comentários:

Filoxera disse...

Muito obrigada, Carlos.
É claro que aceito, encantada com o gesto, este Pensador de Angola, que honra o Escrito a Quente.
As amizades que nascem na blogosfera tornam-se por vezes realidade no dia-a-dia, presencialmente ou por telefone.
Tenho alguns amigos que me conhecem e acompanham na "vida real" que começaram por sê-lo na leitura dos respetivos blogues. Hoje, conhecem-me melhor que alguns da infância. Porque me lêem. Porque me sabem ler, nas entrelinhas e tudo...
Beijinhos, de gratidão e amizade.

Rogério Pereira disse...

"Boneco mal amanhado"?, este que me sugere o pensador angolano? Meu caro, nem sabe quanto enlevo tenho em ter tua versão de KALAMBA KA ÊTHO... Obrigado por mo teres dado... Te aviso que só dele falarei depois da minha homilia... coisas da minha agenda, que não posso dispensar. Assim o jurei, assim farei.

São disse...

Meu querido amigo, nem tenho palavras para lhe dizer quanto me orgulha e honra esta sua distinção.

Só posso prometer-lhe que tentarei estar à altura e não digo da sua porque tal me não é possível.

Um apertado e gratissimo abraço, Carlos!

Anónimo disse...

Parabéns a quem recebeu a bela escultura e a quem a elaborou.

::))::))

LUIZ

Catarina disse...

Cheguei aqui através da são.
Achei um selo muito interessante e original.
Cumprimentos

Maria João disse...

Carlos

Chegam-me envoltos em seda, os gestos das pessoas especiais. Sempre assim foi, sempre assim será. A distância física que nos separa sempre foi encurtada pelas palavras... e as palavras, quando as respeitamos, dizem tanto de nós.
Este selo, porque foi feito por si, tem ainda mais valor. Sei do carinho com que o elaborou, o cuidado que lhe dedicou para que ficasse perfeito. Sei, porque sei o quanto nos esmeramos para dar sempre o melhor de nós aos amigos.
Por tudo isto, ao que junto a admiração e a amizade que tenho por si, é imensa a minha gratidão.
Para além de o fazer constar na barra lateral dos meus detalhes, asseguro-lhe que guardo no coração este gesto, porque é aí que preservo as coisas mais preciosas.

Um Abraço enorme, meu amigo.
Muito embora seja virtual, reservo a esperança de ainda um dia ter a possibilidade de lhe dar a forma e a força dos braços.

Rosa Carioca disse...

Não imagina como o seu presente chegou no momento certo. Nos últimos dias tenho andado de "baixo astral", enfim... acredito que meu estado seja comum a muitos portugueses.
Mas quando vejo o seu gesto para com o meu blog, ou seja, para comigo, trouxe-me uma lufada de ar fresco à alma. Muito obrigada. Vou levá-lo com todo carinho.

folha seca disse...

Caro Carlos Albuquerque
Quando nos oferecem algo que julgamos não merecer ficamos assim pró "sem palavras" para o conseguir agradecer.
Fico com ele com todo o prazer.
Um grande abraço.
Rodrigo

acácia rubra disse...

Carlos

Este selo, a que chamas 'boneco', chegou-me para me dizer o que já sabia - a nossa Amizade. Virtual ou não, a Amizade é das sensações que nos preenche o coração e transborda para a alma.

Os meus, coração e alma, estão-te muito agradecidos porque este selo, que com toda a perícia fizeste, contem o cheiro quente da terra molhada, o anoitecer da nossa Luanda, a sombra rubra das acácias, a vida que se foi construindo dos naufrágios.

Ter-te como Amigo, ser distinguida com este teu presente foi, para mim, neste dia chuvoso, o sol que me vai ajudar a continuar.

Estou no olho do tufão e sei que ao dizer-te isto tens a tua mão estendida para me ajudares. E este teu gesto foi já uma ajuda.

OBRIGADA.

Um beijo carinhoso e grato. Muito

Laura

Fê-blue bird disse...

Meu querido amigo:
É de ouro este seu gesto !
Mal amanhado ? Eu acho lindo, pois diz tanto sobre si.
Vou exibi-lo e guardá-lo com todo o carinho e amizade.
As amizades podem ser virtuais, são muito mais sinceras que muitas ditas reais, e são o principal motivo porque ainda "voo" por aqui.
Obrigada por ser meu amigo.

beijinhos comovidos

Anónimo disse...

Peço desculpa por não o ter devidamente clarificado, mas claro que os parabéns são extensivos ao brilhante autor do selo.

LUIZ

Anónimo disse...

rosamarela dá abraço de autênticos parabéns a Carlos e a quem designou.

Fê-blue bird disse...

Meu amigo já lá está no meu cantinho.

Beijinhos

Fernanda

TERESA SANTOS disse...

Meu querido Mwata,

E agora?!
E agora o que dizer?
Como transmitir-te a alegria que sinto com esta oferta, uma oferta que vai muito para além do belíssimo selo? (faltou a arte, dizes?...)

Como dizer que me tens ajudado muito?
Como dizer-te que tens contribuído (e de que maneira!) na preservação do sonho, aliás, na "alimentação" do sonho?
Como dizer-te que a tua escrita me delicia/alimenta intelectualmente?

Perante tudo isto (e tanto fica por dizer!) será necessário afirmar-te que és uma das presenças essenciais da blogosfera?

Obrigada, meu Mwata!

Obrigada pelo carinho, obrigada pela amizade, que ainda que virtual ambos sabemos ser genuína.

Obrigada pela mão que me tem guiado por terras angolanas, terras que nunca pisei.

Obrigada pelo enriquecimento pessoal, e até cultural (lembras-te do que tens sofrido com as minhas eternas questões sobre vocábulos que desconheço?...) que me tens proporcionado.

Um grande abraço de agradecimento, mas, essencialmente, de muita amizade.

E lá vou, ufana (se vou!), com o meu belo selo.

heli disse...

Carlos.
Que lindo gesto!!!
Vim visitá-lo, há muito não faço isso e confesso que fiquei emocionada ao ver tamanha dedicação aos seus amigos.
Desejo a você uma boa semana!
beijos

Catsone disse...

Carlos, mui lisonjeado fico com tão "mal amanhado" boneco. Agradeço e fico honrado pela distinção.
Grande abraço.

carol disse...

Que selo tão original! (Entrei aqui via "Conversa Avinagrada") E que bem escolhidos os "selados"!

Parabéns. E, se me autorizar, vou voltar cá...