sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Por detrás da ironia


A Teresa, do ematejoca azul, ofereceu-me o selo que ali está, a mim e a outros dois blogues. Diz que a palavra alemã liebster significa o "mais querido". A razão da oferta é que nos considera, aos três, “grandes amigos do povo alemão”. Escreve na caixa de comentários do seu blogue que se tratou de uma “maldadezinha” sua mas que, independentemente disso, os nossos blogues lhe “são mesmo muito queridos”.
Confesso não ter encontrado na atribuição do selo qualquer maldade pequena ou grande, ou mesmo assim-assim. A Teresa saberá, por certo, porque utilizou o vocábulo.
Vi-lhe, numa primeira leitura, uma certa e mordente ironia de recorte político, ou ideológico. Mais atento, nem isso, encontrei nas suas palavras apenas um simples dizer, daqueles que nos saem, de quando em vez, vá-se lá saber porquê!
Devo dizer, em verdade, que a oferta e as palavras da Teresa me fizeram sorrir. E como o sorriso é um espanta-coisas-más, e um atavio de que muitas vezes a alma precisa, fez-me bem. Aqui coloco o selo com todo o gosto.
A Teresa não me parece ser pessoa que se distraia. Desta vez, porém, aconteceu. É que este selo é apenas para ser atribuído a blogues com menos de duzentos seguidores.
Obrigado, Teresa, amiga de longe

4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Eu sabia... que o recebia.

Eu também o recebi
dizendo
que o fazendo
Brecht me sorria

TERESA SANTOS disse...

Meu Mwata,

Também sabes alemão?
Esquece, está bem?!

Aquece-nos a alma com os teus vocábulos carregados de sonho.

Alemão?!

De qualquer maneira muitos Parabéns.

Isto só prova que qualquer que seja a língua, a ideologia, o que interessa é a tua integridade e coerência.

Abraço grande, meu Mwata.

Janita disse...

Caro Carlos.
Sem qualquer sombra de ironia deixe-me dizer-lhe; seja em que idioma for e independentemente da ideologia política de quem oferece, ser considerado "o mais querido" é um elogio e um mimo.

O Carlos merece e soube retribuir, com a elegância de trato, o sentido de humor e o saber estar que lhe são peculiares.
Concordo inteiramente com a Teresa, na atribuição do "selinho".
Também eu sorri ao ler o que o Carlos disse aqui, sabia?
Parabéns.
Beijinho amigo.

Janita

ematejoca disse...

Ao ler este magnífico texto, meu caro Carlos, valido a minha quebra da regra "de que este selo é apenas para ser atribuído a blogues com menos de duzentos seguidores."
A minha amiga Teté, de quem recebi este "liebster blog", também quebrou essa regra, oferecendo-o aos amigos mais intímos de uma maneira originalíssima.

A minha "maldadezinha" resumiu-se em oferecer aos meus 3 antagonistas, no que respeita a politíca da chanceler alemã, Angela Merkel, um selinho alemão.

Independentemente das diferenças idiológicas entre mim e o Carlos, gosto de ler a sua admirável prosa e considero-o um homem inteligente (penso o mesmo dos outros dois amigos).

Sabe, Carlos, eu só pratico as minhas "maldadezinhas" com as pesssoas de quem gosto, as outras elimino-as da minha mente.

Um maravilhoso fim-de-semana sem "maldadezinhas"!