quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Presidenciais

“O Presidente da República não pode comportar-se como um aluno bem comportado, de forma acrítica, porque não quero Portugal de joelhos, eu quero Portugal de pé, quero Portugal na Europa mas com uma voz crítica, defendendo a igualdade entre todos os Estados soberanos”.
A força de Portugal “não está na economia nem no poder militar, mas na História, na cultura e na língua portuguesa”.
“Precisamos de um Presidente que não confunda Portugal com um manual de finanças. A economia é importante, mas um país não é só economia, porque o país não é uma sebenta de finanças”.

- Palavras de Manuel Alegre, num comício em Faro –

Entretanto, as tropas soaristas tomam posições, abrindo o caminho ao avanço do exército cavaquista. Para um comício de Fernando Nobre foi Edmundo Pedro, fundador do PS com Mário Soares, aconselhar o voto dos socialistas no presidente da AMI. Em Almada Victor Ramalho, soarista de alma e coração, responsável pela distrital de Setúbal do PS, tudo fez para esvaziar a presença de Manuel Alegre. Depois de ter posto o socialismo na gaveta, Mário Soares não esquece, nem perdoa, o ter sido derrotado por Manuel Alegre nas últimas presidenciais. Parece querer agora ajustar contas, engavetando o poeta.

9 comentários:

folha seca disse...

Caro Carlos Albuquerque
Não me tinha apercebido ainda, que havia participação activa dos "Soaristas" na campanha de F.N.
Mas é visivel que parte do PS não está a apoiar Manuel Alegre.
Esperemos que o tiros não lhes saiam pela culatra.
Quanto a Mario Soares, só posso dizer que vejo isto com grande tristeza.
Abraço

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Passando para agradecer as palavras de carinho que me deixou...estou voltando, com saudades.

Beijinho
Sonhadora

Luis disse...

Caríssimo Amigo Carlos Albuquerque,
Peço-lhe desculpa por aquilo que lhe vou dizer sobre Manuel Alegre!
Aceito que ele tivesse ideias politicas contrárias ao anterior regime mas não esqueço a sua actuação na rádio em Argel que originou mortos em militares que cumpriam o seu dever como portugueses! Isso é imperdoável!!!
Um forte abraço.

Catsone disse...

Carlos, há que ter esperanças e votar José Manuel Coelho! Parece-me o perfil indicado para o país que, actualmente, temos em mãos.

Abraço, amigo.

Manuela Freitas disse...

Olá Carlos,
Isto para mim está um grande imbróglio, mas muitas vezes, quase sempre eu não voto para ganhar voto para protestar!
Um abraço,
Manuela

palavrasasolta disse...

Sou sincera: de politica não percebo nada, mas sei ver que isto não vai bem. Estou farta destes "grandes" partidos que não fazem nem deixam fazer, e que os seus representantes, com longas carreiras politicas venham tentar trazer a lume coisas que se passaram há muitos anos.
As queixas já não servem para nada. O que interessa é a situação de hoje e dos próximos anos. Sei que eu, pelo menos, não quero deixar à minha cria um país endividado e a ter de ser regulado por poderes externos.
Estou desejando de ver um outro partido no poder, e desgosta-me quando as pessoas dizem que não vão votar. Se o voto é a maneira de os politicos saberem o que queremos para o país, não nos podemos escapulir dessa responsabilidade.
Por isso é que eu peço: votem A, B, C ou mesmo em branco, mas votem, para que quem nos governa se aperceba de que nós estamos atentos.

orvalho do ceu disse...

OI,
Passo,com calma,pra desejar-lhe um Novo Ano cheio de paz e prosperidade em todos os sentidos...
Cheguei há uns dias de viagem...
As minhas férias foram deliciosas... Junto à família tudo é bom demais!!!
Paz pra Portugal!!!
Abraços fraternos com gostinho de início de ano

Fê-blue bird disse...

Mário Soares é um vingativo e tem memória de elefante ;-)
Beijinhos

ematejoca disse...

Já estou a ver, aqui o favorito é o Manuel Alegre.

O meu favorito é...