segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Presidenciais

Diferenças…!

Numa arruada, o candidato escuta uma senhora, reformada, de 78 anos, que lhe fala da sua pequena pensão. Diz a senhora, depois do protesto:
- Peço-lhe perdão!
Replica o candidato:
- Dê-me um abraço (e beija-a nas faces). Não peça perdão, não. A senhora fez o que tinha a fazer. Gritou a sua indignação.

8 comentários:

Fê-blue bird disse...

Amigo Carlos:
Vivi em Sines 11 dos melhores anos da minha vida, infelizmente não fiquei com boas recordações da política autárquica da altura,muita incompetência e favoritismo partidário, hoje não sei qual é a realidade.
Quanto à atitude do candidato, gostei também.

Beijinhos

Rogério Pereira disse...

Não sei qual o candidato. Sei apenas qual não é, e isso me basta...

Rosa Carioca disse...

Pois, ela fez o que tinha de fazer!
E ele? Será que faz?

Carlos Albuquerque disse...

Fê-blue bird
Não faço ideia de qual seja a realidade em Sines, hoje em dia. O que me levou a editar o post foi ter gostado, tal como a Fê, da atitude do ca ndidato. Tão só!

Carlos Albuquerque disse...

Rogério Pereira
Não sabe qual é o candidato?
Então não seguiu o link e foi ver?
Não posso crer!

Carlos Albuquerque disse...

Rosa Carioca
Boa pergunta, para que não tenho resposta!
Mas, se há quem acredite noutros, porque não há-de este ter igualmente crédito?

palavrasasolta disse...

É triste ter de se pedir desculpa por revelar as dificuldades que se passa quem tem pensões pequenas.
É mais triste pedirem abraços porque isso não vai colocar mais comida na mesa dessa senhora, nem da de muita gente boa que por aí vai penando.
Gostei da atitude do candidato, mas espero que quando ele se encontrar no poder, se lembre dessa mesma velhinha e então, também ele mostre a sua indignação e arregaçe as mangas para mudar o que tem de ser mudado.

ematejoca disse...

A atitude do candidato Francisco Lopes é uma atitude típica de quem anda a fazer campanha, quer seja nas ruas de Sines ou de Düsseldorf.
E o Cavaco Silva tinha a mesma atitude, mesmo contrariado.
Os candidatos vendem a alma para conseguirem VOTOS!!!
Até o Hitler costumava dar abraços e beijar as faces de crianças e vélhinhas.
Se a senhora gritou a sua indignação, porque é que veio logo a seguir?
— Peço-lhe perdão!
Esta atitude de submissão da velhota IRRITA MUITO!

O povo nem vive de cumprimentos nem de emoções, meu amigo!!!