sexta-feira, 3 de junho de 2011

Eleições - O meu voto

Daqui a umas horas entramos em dia de reflexão.

Deixou-nos Fernando Pessoa:

“Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,

Define com perfil e ser

Este fulgor baço de terra

Que é Portugal a entristecer,

Brilho em luz e sem arder,

Como o que fogo-fátuo encerra.

Ninguém sabe que coisa quer.

Ninguém conhece que alma tem,

Nem o que é mal nem o que é bem.

(Que ânsia distante perto chora?)

Tudo é incerto e derradeiro.

Tudo é disperso, nada é inteiro.

Ó Portugal, hoje és nevoeiro…

É a Hora!”

Aos meus amigos e leitores digo, também: É a Hora.

Não vos escondo: O meu voto vai para o PS.

E agora que o Carmo e a Trindade me caiam em cima. Se assim for, pedirei, de novo, palavras emprestadas a Fernando Pessoa:

“Só quem da vida bebeu todo o vinho,

Dum trago ou não, mas sendo até ao fundo,

Sabe (mas sem remédio) o bom caminho;

Conhece o tédio extremo da desgraça,

Que olha estupidamente o nauseabundo

Cristal inútil da vazia taça.”

Deixo a todos, sendo ou não, como eu, gente de Esquerda, um grande abraço e o desejo de que depois das eleições a vida dos Portugueses não fique pior.

10 comentários:

acácia rubra disse...

É a Hora!

Bom fim de semana.

Beijo

ematejoca disse...

Pois bem, Carlos, Esquerda é para mim o Partido Comunista e o Blogue da Esquerda, o PS é centro, e um político como o Sócrates nem do centro é, ele não merece, mas eu quero que ele ganhe as eleições, porque é o único político que pode evitar que a vida dos Portugueses não fique pior.

Um grande abraço também para si, Carlos, e o desejo de que depois das eleições nos encontremos aqui para festejar a victória do PS.

folha seca disse...

Caro Carlos Albuquerque

Dois poemas, que são de facto dois bons motivos de reflexão.
Abraço

ematejoca disse...

A frase é toda shakespeariana:

"Ser ou não ser, eis a questão. Qual é o partido mais nobre?"

HAMLET ACTO TERCEIRO CENA I

Volto já!

Carlos Albuquerque disse...

ematejoca
A decomposição da frase foi intencional, para chegar ao coelho que se enamorou pelo urologista...

Fê-blue bird disse...

Caro amigo:
Senti a sua falta, espero que já esteja de novo em forma.
Infelizmente também tenho um familiar doente, o que me tira algum tempo para visitar os amigos.
Sempre fui de esquerda, e não revejo a esquerda no PS, lamento.
Espero que não me leve a mal. Fernando Pessoa é sempre uma excelente escolha.

Beijinhos

beijinhos

Carlos Albuquerque disse...

Fê-blue bird
Porque haveria de lhe levar a mal?
Cada um de nós é livre de ter a sua opinião. Deixe que lhe diga: se um dia o PS desaparecer, ou definhar, a Esquerda morrerá, definitivamente, em Portugal. A França, para não ir mais longe, é exemplo disso: enfraquecido o PS francês, a extrema-direita de Le Pen está cada vez mais próxima de chegar ao poder.
Beijinhos.
Beijinhos

TERESA SANTOS disse...

Meu Mwata,

Sábias as palvras de Fernando Pessoa.
Agora importa que as saibamos interpretar, pôr em prática.

Abraço grande.

Catsone disse...

Carlos, o meu voto não o revelo mas posso dizer que não vai de encontro ao teu. No entanto, porque compreendo a democracia, aceito e respeito a vontade dos outros. Que seja sobretudo uma festa da cidadania e que as pessoas resolvam ir à praia apenas depois desse dever cívico.
Abraço (e espero não comemorar a vitória do PS :D )

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por muitos erros que o PS tenha cometido ( e cometeu, especialmente durante os governos de Sócrates) é, hoje, a única frente de combate possível à direita.
Reconheço que a CDU é a força política que melhor representa a esquerda mas, sem um PS forte, a direita governará por muitos anos. Foi isto que o PCP nunca quis perceber e, com isso, favoreceu a direita. Por isso, sendo de esquerda, também votei Sócrates. Foi a primeira vez que o fiz, mas fi-lo conscientemente.
Abraço , amigo