quinta-feira, 5 de novembro de 2009

A Estrela (contra a violência)

A estrela que ali está, a cintilar agarrada ao terraço do prédio mais alto da minha rua, mandou-a o entardecer de ontem, que, ao abalar, deixou um recado no vaso dos caluquetas. Diz a mukanda: amanhã, quando a noite chegar, virá uma estrela com escrita para ti.
Estou a vê-la. Palavras, nem uma. Não me surpreende. Não acredito que as estrelas andem por aí pairando sobre terraços, a modos de quererem meter conversa. Na, isto é partida do entardecer. Mas, ver para crer…
Voo por sobre a rua. Cá está ela, meio agarrada para não cair. Nunca tinha visto uma, assim tão de perto. Longe de imaginar, estava eu, que tivessem olhos. Esta tem. Estão tristes, de choro, parece-me. É menina, ainda, estou eu a pensar, por lhe ver os cabelos compridos e soltos, esvoaçantes, lábios da cor com que os terão feito, unhas por pintar. Tem a blusa rasgada, reparo agora. Não lhe encontro jeitos de querer falar. Pergunto-lhe:
- Trazes uma escrita para mim?
- Não! Mumura.
- Apenas estas palavras que o entardecer me entregou. Toma-as.
Li: “ ceifa a selva impenetrável do carácter da sociedade em que vives, corre com a violência que espalha o sobressalto do horror. Se preciso for chama alvoradas e amanheceres. “

Acudam-me!

21 comentários:

Dulce disse...

Uma estrela mágica, no final da tarde, trazendo mensagens... Falar com as estrelas é mania de sonhadores como eu, talvez como você. E até as estrelas, sempre tão distantes, reclamam da violência que anda pairando entre os homens...
Que seu dia seja de paz, meu amigo.
beijos

Lu Cavichioli disse...

Olá Carlos, vimos sua visita no Empório do Café a convite da nossa amiga e parceira Dulce.

Pois está duplamente convidado então. Seguidor já és, te esperamos agora como participante, ok?

grande abraço

Lu C.

Carlos Albuquerque disse...

Dulce

Pois é, somos sonhadores...

Beijos

Carlos Albuquerque disse...

Lu Cavichioli

Certo, vou tentar a participação.
abraço

TERESA SANTOS disse...

E como é que vamos executar o que a tua estrela pede? Como é que vamos parar a violência, toda ela, a vários niveis? Como é que se reacordam consciências? Como se faz para que o Ser humano reaprenda o que é a solidariedade, o respeito pelo outro, a amizade, a partilha? Como é que se ensina tudo isto?
Apenas com a sabedoria e os valores do teu Mwata!
Abraço.

Agulheta disse...

Amigo Carlos!Que bom seria haver sempre uma estrela mágica,por menos para brilhar no coração dos homens e por fim a tanta guerra e fome por este mundo fora,mas sempre devemos sonhar, e tentar que os sonhos façam parte de nós" sempre que o home sonha,o mundo pula e avança como bola colorida entre as mãos de uma criança" linda cançao de Manuel Freire.
Beijinho de amizade fique bem.

Agradeço as palavras no blog,eu sou assim transparente,me desculpe algo.
Lisa

Beta disse...

Carlos, como poderia deixá-lo de fora???
Amei seu texto!
Parabéns e obrigada!

rosa dourada/ondina azul disse...

Uma estrela a cintilar!

Que bom para terminar a tarde!!!




Deixo um beijo,

(Carlos Soares) disse...

Olá.Poderia voltar ao meu blog?Obrigado

TERESA SANTOS disse...

Amigo,

Tens um selo engraçado (pelas questões que coloca) no meu blog.
Abraço.

Graça disse...

Carlos,
que maravilha de texto!!!
Estou estupefata!
Vou copiá-lo, para ler, sempre... posso???
Veja, amigo, que já nos conhecemos de meu blog Botões de Madrepérola e da Beta, e agora estás a ser convidado para o Empório do Café, do qual sou participante.
Nos veremos por lá, também!
A alegria é imensa, ao estreitar esses laços!
Te aguardo, ansiosa...
Um forte abraço.

Maria João disse...

Carlos

Há estrelas especiais, com mensagens especiais e que só são entendidas por pessoas, também elas especiais...

Que fazemos se essa estrela, de tão triste, deixar um dia de brilhar??

Um beijo

Elaine Barnes disse...

Arrasou! Falar que é belo, é pouco. Entre o imáginário e o mundo real, a vida pede socorro! bjs

heli disse...

Carlos.

Essa sua estrela encantada, nos leva a refletir sobre o Grande e Sábio Universo...
beijos

Maria Ribeiro disse...

CARLOS ALBUQUERQUE: espero que as estrelas brilhem sempre...pelo menos no coração com que escreves estes doces textos...
Bjs de lusibero

Manuela Freitas disse...

Sonhador,
Mensagem preocupante que a estrela lhe disse!...Uma forma muito «sui-generis» do Carlos mostrar a sua preocupação pelo mundo que nos rodeia.
Parabéns pela imaginação/inspiração/concepção.
Beijinhos,
Manuela

Carlos Albuquerque disse...

Teresa Santos

Guardo bem o meu Mwata, a ver se consigo espalhar os seus conhecimentos e sabedoria!
Abraço

Agulheta

Há sempre uma estrela mágica. Temos que saber procurá-la e ouvi-la.
Beijinhos

Beta

Vi o meu texto no seu blog. Agradeço

Carlos Albuquerque disse...

rosa dourada/ondina azul

Que a estrela também cintile na sua noite.
Beijo

Carlos Soares

Já fui ao seu blog, como pedido.
Abraço

Teresa Santos

Obrigado pelo mimo. Já o coloquei no blog, como poderás ver.
Abraço

Carlos Albuquerque disse...

Graça

O texto é seu. Copie, leve e leia à vontade. Lá nos encontraremos.
Forte abraço.

Maria João

Prometo, a estrela continuará a brilhar. Pode ser que um dia deixe de ser triste.
Um beijo

Elaine Barnes.
A minha estrela agradece tão simpático comentário.
Bjs

Carlos Albuquerque disse...

Heli

É mesmo, tem razão...
beijos

Maria Ribeiro

Enquanto o meu coração sangrar a estrela brilhará sempre.
Bjs

Manuela Freitas

Sim, é preocupante...
Obrigado pela presença e comentário
Beijinhos

Fatucha disse...

Essa estrela deixou um apelo para alvoradas em que reine a amizade entre os homens, há que ouvi-la!