domingo, 1 de novembro de 2009

Dia de Todos-os-Santos (pão-por-deus)

Aprendi em adulto, chegado a Portugal (onde nasci não havia o costume), que por tradição este é, também, o dia do “pão-por-deus”. Tradição que, de acordo com pesquisa efectuada, remonta ao terramoto de 1755 quando os que sem nada ficaram pediam, aos que com tudo continuaram, um pão, por Deus!. Crianças, de saqueta na mão, podem bater-lhes à porta, em busca do “pão-por-deus”. Recebam-nas com um sorriso e dêem-lhes, depois, o que entenderem. Despeçam-se com um sorriso e um gesto terno. Elas levarão o seu “pão-por-deus” fermentado no sorriso e na ternura. Irão distribui-lo, até pelos pais… Por falar em pais, vejam o vídeo que aqui coloco. Que fazer? Será que a pergunta tem resposta?


(A passagem pelos blogs Pequenos Detalhes , Mix Cultural e Uma Mansarda em Lisboa sugeriu-me a colocação deste post)

13 comentários:

Rosa Carioca disse...

Aqui, na minha aldeia, mantêm-se a tradição e gosto muito de ver.
Quanto ao vídeo: "o exemplo dos pais é o caderno de exercícios dos filhos."

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO CARLOS, BELO TEXTO E ESTA TRADEÇÃO DÁSSE MAIS AQUI NO CONTINENTE DO QUE NOS AÇORES... MAS VALE MESMO A PENA VER O TEU VIDEO... UMA SEMANA FELIZ AMIGO,ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Maria João disse...

Carlos

Hoje senti que me abriu a porta e também me ofereceu, com esse generoso sorriso virtual, um pão- por-Deus delicioso, daqueles que guardaremos em lugares seguros para que se tornem eternos.
Quanto ao vídeo, e que eu já conhecia, aliás, também sobre ele fiz um post em Setembro de 2008, posso dizer-lhe que ele faz parte integrante da introdução ao programa sobre competências parentais que tenho o previlégio de desenvolver para pais e outros educadores, n hospital onde trabalho. A resposta à pergunta que faz,tem resposta sim! Mas cada pai e cada mãe, só a encontrará se diáriamente se olhar bem ao espelho num processo reflexivo sério e conseguir descobrir exactamente o que transmite aos filhos e se isso está ou não de acordo com o que quer que transmitir. Asseguro-lhe que as diferenças entre uma e outra realidade são normalmente, enormes.

Um beijo e... às vezes ocorre-nos dizer um pouco mais. Que importa se isso torna o nosso comentário mais longo?

Um beijinho e muito obrigada

FOTOS-SUSY disse...

OLA CARLOS, BELO VIDEO...ADOREI AMIGO...VOTOS DE UMA EXCELENTE TARDE DE DOMINGO!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

leonor disse...

Olá amigo, há coisas na vida que por vezes nos perguntamos será que é certo aquilo que estou a fazer. Pois eu ontem fui ver um amigo ao hospital e não é que deixei o meu marido em casa a fazer pão, numa máquina que temos e ás vezes fazemos pão. Eix- quando batem à porta alguns miúdos e pedem doce ou travessura, ele como desconhecia não deu nada, eu quando cheguei ele tinha feito quatro pães e eu sem saber os fui entregar aqui pela vizinhança. Onde cada um ficou maravilhado com a minha ideia e adoraram os pães, quem me dizia a mim que estava entregando o pão por Deus.
Obrigado por nos dar essa informação jamais irei esquecer este dia, beijos de luz em seu coração

♥ ♥ Eu disse...

Não conhecia essa tradição, aqui pelo q sei não existe.

O vídeo é um exemplo de q os filhos seguem o caminho dos pais, por isso educar com responsabilidade é muito importante.

um beijo com carinho prá vc!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A sociedade de consumo conseguiu substituir o "Pão por Deus" pela americanice globalizante do Dia das Bruxas.
Não creio que tenhamos ficado a ganhar com a troca...

Beta disse...

Carlos, precisamos estar atentos, sempre atentos.
As crianças são mais inteligentes e espertas do que pensamos!

Não esqueça de mandar seu link quando postar sua participação ok?

Abraço!
Beta

Fatucha disse...

Olá Carlos, mto obrigada pela visita no meu blog! volte sempre, é bem vindo!
Eu realmente já tinha "parado" por aqui, e devo confessar que estou a gostar mto, há verdadeiras preciosidades na blogosfera!
O pão por Deus, é uma tradição bonita...esse video é interessante, pois daí ensina espero eu aos pais darem bons exemplos aos filhos!
Até á proxima! :)

Graça disse...

Carlos,
uma visita cordial para dizer obrigada por aderir à campanha.
E, seguramente, amei aprender essa história do 'pão-de Deus'!
Concordo que não deveria ter sido substituído pela tal 'americanice'...
Um grande abraço.

heli disse...

Carlos.
Aqui no Brasil não temos o mesmo costume que vocês tem aí quanto ao "pão de Deus". Por isso achei muito interessante que tenhas partilhado sobre esse costume aqui em seu blog.

Sempre vamos aprendendo e nos tornando mais próximos com essas aprendizagens.
Bom início de semana.
beijos.

Ana Camarra disse...

Pois, quando eu era miuda era pão-por-Deus, não era pão, eram biscoitos, nozes, castanhas e uns rebuçados, esta treta do dia das Bruxas não é "nosso" é como o suposto dia de São Valentim, aqui o Santo namoradeiro sempre foi o Santo António a cheirar a mangerico...

TERESA SANTOS disse...

Tradições, costumes, hábitos que se foram perdendo.
Estive numa aldeia onde ainda há remniscências dessa tradição e verifiquei que algumas dessas crianças pediam moedas. Qual biscoito, qual rebuçado! Moedas! E, aí tens, uma inversão total de valores. Culpa de quem? Dos pais, sem dúvida, mas, sem dúvida, tambem, da sociedade em que vivemos.
A diferença, em termos educacionais, é que estamos a atravessar uma fase das nossas sociedades, em que quem necessita de recomeçar (RECOMEÇAR) a ser educado são os pais. Se repararmos, até a publicidade é muito mais direccionada para as crianças incentivando-as a ensinar, alertar os pais. Veja-se, a título de exemplo, as campanhas de protecção do ambiente.
Perante isto, o video espanta? Não! É a inevitabilidade da sociedade que temos.
Abraço, Amigo.