sexta-feira, 24 de julho de 2009

A gripe A (MFL)

Pronto!

Lá apareceu outra vez MFL a dizer que o que o PM (1º Ministro) propõe é vergonhoso. E, não só, que o PS (Partido Socialista) devia ter vergonha de, lá disse qualquer coisa, sem que se tivesse percebido o que era.
Para substituir o vergonhoso e a vergonha, nada propôs! A gente que se ponha para aí a imaginar. Boa! Para profissional da política é linguagem muito pobre.
Mas mais: se a gripe A (que parece voltar a querer ser suina) a apanhar fará como dizem e, três dias depois, estará como nova! Aí valente! E eu a preocupar-me! Se o H1N1 me bater à porta, já sei: um comprimido de MFL ao deitar e a gripe A que vá fazer serenatas a outras varandas!
Gripe A à parte dei um pulo a Mário Quintana: “O que me impressiona, à vista de um macaco, não é que ele tenha sido nosso passado: é este pressentimento de que ele venha a ser nosso futuro”.
Amém.

4 comentários:

Antonio saramago disse...

QUANTAS PESSOAS MORRERAM POR ANO NOS ANOS ANTERIORES E COM GRIPES NORMAIS?
Centenas, não é verdade?
Tudo isto não passa de um alarmismo e quem sabe, de uma forma de lucros para determinados sectores e gente...

Carlos Albuquerque disse...

Quem já lucrou foi MFL. Se está com gripe, como dizem (embora eu não acredite, aquilo parece-me mais desculpa de convenência),livrou-se de ir a Chão da Lagoa aturar o AJJ!

Maria João disse...

Carlos

O que era bom mesmo, era uma gripezita a toda a classe política. Fazia-lhes bem a quarentena, aproveitavam para pensar um pouco...

Um abraço

Carlos Albuquerque disse...

Maria João
Talvez lhes fizesse bem, mas pô-los a pensar!!!???
Nã...