sábado, 18 de julho de 2009

Saudades de que gosto (Benguela)

As acácias rubras de Benguela a cidade acarinhada pelo Atlântico onde passei a minha lua-de-mel. A cidade da praia morena, das mulatas mais lindas de Angola, que Chico Buarque cantou: “Morena de Angola que leva o chocalho agarrado na canela, será que ela tá caprichando no peixe que eu trouxe de Benguela…”. Terra de povo fraterno, acolhedor e tranquilo, ainda hoje o é. Cidade menina bonita da minha saudade.
Digo, como Alda Lara:

(Ah! Quando eu voltar
Hão-de as acácias rubras
A sangrar numa verbena sem fim
Florir só para mim)

2 comentários:

Maria João disse...

Carlos

Vim agradecer-lhe os comentários que tão gentilmente me deixou... dizer-lhe que lá, naquele meu espaço, sou apenas tão simplesmente eu, naquilo que é o eco de mim, das reflexões que faço, das palavras que escrevo, daquilo que observo.. tão só isto mesmo. Fiquei contente que tivesse gostado. Sabe, quando partilhamos algo que consideramos importante e bom e isso é valorizado, ficamos contentes.. sinal de que não estamos sós!
Ficarei também por aqui, a "conhecê-lo", porque dizemos tanto de nós, nas entrelinhas do que escrevemos...

Um grato abraço

Filoxera disse...

As acácias rubras remetem-me a Angola. A uma Angola que anseio conhecer...
Beijinhos.