sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Barack Obama (Nobel da Paz)


Nobel da Paz!

É ainda um menino, 48 anos, e mais ainda na Casa Branca onde está apenas há nove meses.
Ouvir-se-ão por aí vozes a proclamarem que a distinção é prematura. As mais sonantes chegaram já dos meios conservadores e de extrema-direita norte-americanos que não lhe perdoam, de entre outras coisas, o ter estendido a mão ao mundo, o querer humanizar o serviço de saúde nos Estados Unidos, garantindo assistência a todos, acabando com o regabofe das todas poderosas seguradoras, o seu apego aos direitos humanos (desmantelamento de Guantanamo), a sua opção pelo diálogo na busca de compromissos e soluções para os conflitos que flagelam a Humanidade pondo de lado a diplomacia da canhoeira, o seu empenhamento no combate à proliferação de armas nucleares e sequente desmantelamento e o seu entendimento com a Russia no que respeita ao escudo anti-misseis.
E, ainda, por ser negro!
Os pólos terroristas tocam-se – Os taliban também criticaram a atribuição do prémio.
Que não se confunda - O Nobel foi atribuído a Obama - o mensageiro da esperança - e não ao país de que é presidente!
A eleição de Obama, um humanista, foi um abanão nos Estados Unidos e no mundo em geral. Pela esperança nascida num mundo melhor, mais fraterno, mais dialogante, mais interagindo na busca do melhor. Esperança que urge não deixar morrer.
"Yes, We Can!" Que o menino da Casa Branca se não esqueça!
O Nobel da Paz atribuído a Barack Obama é um reconhecimento justo, mas é, acima de tudo, uma nova responsabilidade por ele adquirida – a de ganhar cada vez mais consciência do quanto o mundo dele precisa.

14 comentários:

uminuto disse...

Subscrevo e sublinho: "...uma nova responsabilidade por ele adquirida", sem dúvida que o prémio é uma consciência desperta para um futuro que se quer melhor
um beijo

FOTOS-SUSY disse...

OLA CARLOS, BELISSIMA POSTAGEM...OBRIGADO PELA VISITA, UM OPTIMO FIM DE SEMANA PARA TI TAMBEM AMIGO!!!
BEIJOS DE AMIZADE E CARINHO,


SUSY

Carlos Albuquerque disse...

uminuto.
É, exactamente, a consciência desperta para um mundo que se quer melhor!
Um beijo

FOTOS-SUSY.
É bom saber que gostaste do post!
Beijos de amizade e carinho

José disse...

Olá amigo Carlos,
Subscrevo tudo o que está escrito, e muito bem escrito,claro que os bandidos criminosos e ladrões já começa falando,mas a maior parte das pessoas estão contes, e eu sou uma deles.
parabéns pela postagem

bom fim de semana
e um grande abraço

MIUÍKA disse...

Oh!amigo,será que sou algum ET?,é apenas pesquizar o que quero,quando não me vem parar ás mãos,estas imagens dos jardins que gostou,foram-me enviadas por email.
Obrigada meu amigo.
Um bom fim de semana e um beijinho...MIUÍKA

MauFeitio disse...

Que bela novidade vim aqui descobrir! Fico contente, acho que é mais um sinal de esperança para o mundo :-)
bom fim de semana!

Mário Margaride disse...

Olá, Carlos.

Subscrevo na íntegra as tuas palavras. O Presidente Obama, merece esta distinção.

Bom fim de semana.

Abraço!

Mário

Austeriana disse...

Tenho uma ternura especial por Obama.
Além de já ter demonstrado ser um homem inteligentíssimo, dança bem, tem uma veia salobra (quando lhe pisam os "calos") que me agrada, consegue ser empático até com os adversários, revela princípios genuinamente humanistas e superou os grandes arquétipos da América. Num país profundamente racista, contraditório e cheio de mitos,um negro ser eleito Presidente enche-me de esperança na humanidade.
Este Nobel é merecidíssimo!
Abraço.

Dulce disse...

Carlos

Concordamos, então, nos nossos posts de hoje. Logo, comentário aqui nem seria necessário.
Beijos

Agulheta disse...

Amigo Carlos. subescrevo o que aqui nos diz,o Presidente Obama,merece esta distinção,não só como pessoa,mas pela nobreza de sentimentos.Paz no mundo e entre as nações é preciso.
Beijinho bfs Lisa

Filoxera disse...

Gostei.

A propósito do comentário no me blogue, comunico por outra via.

Beijinhos.

ney disse...

Carlos,
Bom dia!
Assino embaixo, merecido premio, e vamos torcer pela liberdade e pela paz. ney.

Maria João disse...

Carlos

Obama já ocupava lugar na história, o puto, como carinhosamente lhe chamas, conquistou esse tapete vermelho, que o mundo lhe estendeu, ao renovar no coração dos Americanos e um pouco pelo mundo inteiro, a esperança de que a paz pode ser semeada, basta o Homem ter vontade e querer!
Este reconhecimento do Comité, que o surpreendeu a ele, alegrou muita gente mas indignou outros tantos,
apenas lhe acrescenta uma nova responsabilidade, como dizes, a de não esquecer aqueles que nele acreditam para renovar o mundo.

Um beijinho

BlueVelvet disse...

Ufa!
Até que enfim que encontro um post que vai ao encontro do que fiz.
Infelizmente no meu blog deu uma guerra pior que a dos talibans.
Fez-me bem ler este. Deixou-me mais calma.
Um abraço