quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Dia Mundial da Música

Quando a música e a poesia se fundem


Proponho aos amigos visitantes que, companhados ao piano por Iltonjardim, se entreguem à leitura de "Ai, Quem me Dera", uma das mais belas poesias de Vinicius de Moraes (tinha que ser Vinicius, desculpem, sou incurável!). Assinalo, assim, o Dia Mundial da Música.

Ai, quem me dera terminasse a espera
Retornasse o canto simples e sem fim
E ouvindo o canto se chorasse tanto
Que do mundo o pranto se estancasse enfim

Ai, quem me dera ver morrrer a fera
Ver nascer o anjo, ver brotar a flor
Ai, quem me dera uma manhã feliz
Ai, quem me dera uma estação de amor

Ah, se as pessoas se tornassem boas
E cantassem loas e tivessem paz
E pelas ruas se abraçassem nuas
E duas a duas fossem casais

Ai, quem me dera ao som de madrigais
Ver todo mundo para sempre afim
E a liberdade nunca ser demais
E não haver mais solidão ruim

Ai, quem me dera ouvir o nunca-mais
Dizer que a vida vai ser sempre assim
E, finda a espera, ouvir na primavera
Alguém chamar por mim

(Vinicius de Moraes)


17 comentários:

elvira carvalho disse...

Volto logo para este post que agora não tenho tempo.
Um abraço

Silvana Nunes .'. disse...

Boa tarde, Carlos.
Não há nada melhor para os nossos ouvidos que uma música de qualidade. A mente agradece.
Muito obrigada pela visita. Como sempre carinhoso para com o meu trabalho. Quer dizer que o senhor é "fumador" (essa expressão eu não conhecia, você não é brasileiro, acertei ?) - aqui no Brasil, usamos a expressão "fumante". Já fumei em minha juventude, larguei o cigarro há 21 anos. O meu marido come cigarro, fuma quase três cartelas por dia e não adianta brigar. Aliás, o nome é parecido, meu marido chama-se José Carlos, aqui somos todos filhos e netos de portugueses. Uma família portuguesa, com certeza! Adoro um vinho do porto e uma bacalhoada com uma salada de grão-de-bico.
Fico feliz com sua visita, é sinal que gosta do que faço - é o que sei fazer de melhor - escrever. Mas não se engane comigo, por trás da telinha sou extremamente tímida.
Volte sempre.
Saudações Florestais !

Marta disse...

Quem não gosta de ler/ouvir Vinicus de Morais??
Gostei muito - uma surpresa muito agradável.
Obrigada pela visita ao blog.
Beijos e abraços
Marta

Filoxera disse...

Hoje, moram cá dentro emoções fortes demais. A música paraece acentuá-las...
Um beijo.

carmen disse...

Tu és um poeta, fico sem palavras diante do que me dizes.
Fiz um poema para Sta. Cruz, já pus no meu blog.
Um dia quem sabe volto lá, porém com o coração mais alegre......
bj

À PRAIA AZUL (SANTA CRUZ)

Há dias que o azul é mais azul,
E o frio faz-se maior,
e o sono um torpor.
Há dias que o dia escorrega
E rápido escapa entre as mãos.
Há dias que o amor é mais amor,
e pega-nos sem dó e sem pudor.
Há dias em que poderíamos parar o tempo,
E fazê-lo eterno sem temor.
Há dias!

E Vinicius, inesquecível....
Quantas vezes fui vê-lo cantar aqui em Salvador, onde morou até o fim da vida, fazendo poesia.
Tens o documentário/filme sobre ele?????

José disse...

Olá Carlos,
Muito obrigado, nem imagina como é bom para mim, ler o seu comentário
com palavras que eu nem sei se merece,mas que é muito bom é o nosso trabalho ser valorizado por pessoas com muito conhecimento,e uma grande dose de humanidade dentre de si.

Ai quem me dera que tudo fosse assim
como está lá escrito.

um grande abraço

Graça Pereira disse...

Parabens pela maneira como escolheste homenagear a Música no seu Dia!Não podia ser melhor! Um beijo e um bom fds com feriado, muito bem vividos. Graça

Carlos Albuquerque disse...

elvira carvalho,
Estou à espera. Então?
Um abraço

Carlos Albuquerque disse...

Silvana Antunues,
Não sou brasileiro nem português. Nasci em África, já andei por muito lado e agora vivo neste Portugal de mestiçagem cultural (tem brasileiro, russo, ucraniano, lituano, argentino, peruano, venezuelano, africano,sei lá...) de que muito gosto. No meu bilhete de identidade devia dizer: cidadão do mundo!
Seu marido é José Carlos! Então aguenta minha amiga, os Carlos ninguém lhes segura!
Gostei de saber dessa família de portugueses.
BJS e um abraço deste lado do mar

Carlos Albuquerque disse...

Silvana Nunes,
Desculpe a troca do nome! O cansaço me pregou partida!
BJS e um abraço

Mário Margaride disse...

Olá Carlos!

Não podias ter tido melhor escolha. Vinícios de Moraes, foi, é, e será sempre, o maior!

Um bom fim de semana.

Abraço!

Mário

Carlos Albuquerque disse...

Marta,
Sempre Vinicius,não é?
BJS

Filoxera,
Esses sentimentos...A música tem disso, é verdade!
Um beijo

Carlos Albuquerque disse...

Carmen,
Poeta!? Eu!?
Não, falta-me o talento.
Gostei do teu poema a "Santa Cruz".
Não, não tenho o documentário/filme sobre Vinicius. Onde posso arranjar?
Um beijo

Carlos Albuquerque disse...

Amigo José,
Os louros a quem os merece. Você é um poeta nato. Não pare!
Um grande abraço

Carlos Albuquerque disse...

Graça Pereira,
Que bom teres gostado!
Para ti, também, um bom fim-de-semana estendido ao feriado.
Um beijo

elvira carvalho disse...

Voltei. Vim ouvir e ver o vídeo.
Um abraço

Carlos Albuquerque disse...

ervilha carvalho
Sabia que voltaria!
Um abraço