quarta-feira, 17 de junho de 2009

Insólito! (Talvez não)


Querem trabalhar?
Paguem
!

Por e-mail a British Airways convidou os seus trabalhadores a prescindirem de um salário, como forma de se evitar o desemprego na companhia.
O presidente dá o exemplo: não receberá o seu próximo ordenado, qualquer coisa como setenta e três mil euros. Há quem ganhe mais. Pois há!
Caixa negra aberta: A British quer que os seus empregados trabalhem gratuitamente, um mês. Para já!
Manobra de diversão: a conversa do presidente.
Reacção dos trabalhadores: é um insulto! Mas muitos, por certo, se não todos, lá serão tentados a ceder. Dá para ver onde vai cair a escolha entre o ir para casa um mês com os bolsos vazios e o deixar que o desemprego os ponha ao relento.
Antevisão: Virá o tempo em que quem quiser trabalhar na British terá que pagar!
Perigo de pandemia: perfilarem-se outros para seguirem a transportadora aérea de Sua Majestade.
Outra notícia: A British acaba de vender 24 Airbus A320 ao Katar.
Conclusão: não há cara que aguente!
Aviso:»»»

...Se alguém se engana
Com seu ar sisudo
E lhes franqueia
As portas à chegada
Eles comem tudo
Eles comem tudo
Eles comem tudo
E não deixam nada...

2 comentários:

rosário albuquerque disse...

que ideia solidária... mas não é original, por quem há quem já tenha feito o mesmo em relação a subsídios de férias.

Carlos Albuquerque disse...

É verdade que sim, mas não há como falar destas coisas sempre que delas tomemos conhecimento.Só faz bem avisar!Quanto mais informados melhor! A história do subsidio de férias: nunca mais se atreveram!